A atual situação em que estamos vivendo é diferente de tudo que já experimentamos até hoje, e ao nos adaptarmos a essa nova rotina, uma das várias coisas que mudaram é a nossa alimentação. Enquanto algumas pessoas estão comendo mais do que o normal, outras estão pulando refeições.

Segundo Jennifer Wegmann, professora de estudos de saúde e bem-estar na Universidade de Nova York, uma das primeiras coisas a sofrer alterações quando estamos sob situação de estresse é a nossa alimentação. Quando estamos estressados, nosso corpo libera o hormônio cortisol, e, portanto, produz mais insulina, o que acaba interferindo em nossa escolha de alimentos. E nessas situações, os alimentos que mais desejamos são os carboidratos e os ricos em gordura, que amortecem esse efeito. No entanto, não podemos nos deixar cair nessa tentação em todos os momentos!

Confiram abaixo algumas dicas de como contornar os efeitos desse momento na nossa alimentação:

1. Tente inserir frutas e legumes nas opções de lanches da manhã e da tarde.
2. Reduza as tentações na geladeira! Evite o estoque de guloseimas como sorvete, bolachas, chocolates e balas.
3. Programe alarmes no celular para se lembrar de fazer as refeições.
4. Não pule as refeições! Mantenha uma rotina de alimentação regular.

É importante estar atento durante quarentena, tendo sempre em mente que cuidar de nossa alimentação também é parte importante do autocuidado!

Com informações da Folha de SP.

#stollerjuntos&conectados